Artigos

Nossa união no futebol chama a atenção

Meu telefone tocou esta semana e era de um jornalista do principal jornal do Paraná, o Gazeta do Povo, que está escrevendo uma reportagem sobre o futebol catarinense. O fato de termos cinco clubes nas duas principais divisões do futebol brasileiro (só São Paulo tem mais) chama a atenção de qualquer um que trabalhe com este setor no país, afinal somos um estado intermediário e não estávamos acostumados a manter o ritmo do pelotão da frente.


Aproveitei para inverter a ordem e perguntei ao repórter, que tem mais de 15 anos de atuação na área do jornalismo esportivo, qual o opinião dele sobre o nosso futebol.


- É o que mais cresceu nos últimos anos – me responde prontamente.


Na sua reportagem, percebo que ele não quer destacar nenhum jogador, embora a campanha da Chapecoense na Série B lhe chame a atenção. Mas o que ele quer mesmo mostrar aos seus leitores paranaenses é que o segredo do nosso sucesso tem três letras: união dos clubes.


Ele cita o caso do Paraná, que criou uma entidade nos moldes da nossa Associação dos Clubes de Futebol Profissional, mas que durou pouco mais de um ano e meio. Lá, ele diz, a união não vingou.


Nossa associação é referência no país já há algum tempo. Carregamos na veia barriga verde o sucesso do cooperativismo e da descentralização espacial do nosso PIB e da nossa principal riqueza: o ser humano. Talvez isso explique porque temos a única associação de clubes no país com 26 anos de história ininterrupta, 15 presidentes diferentes ao longo do tempo e o futebol que mais cresceu, conforme opinião do jornalista paranaense.


E queremos mais.


A partir deste dia 18 de outubro, com a inauguração da nova sede da entidade, começa também uma nova fase. Estamos reestruturando a Associação. Criamos o cargo de Diretor Executivo para pensar e planejar o fortalecimento dos nossos 25 clubes associados e contratamos engenheiro para avaliar nossas praças esportivas, com o objetivo de dar cada vez mais segurança aos nossos torcedores. Continuamos prestando assessoria jurídica aos nossos afiliados, bem como trabalhamos com o Projeto Futmarcas para desenvolver o setor de licenciamento dos clubes, visando aumentar a receita com a venda de seus produtos.


Estamos encorpando a Associação para realizar cada vez mais ações conjuntas com outras entidades. Já temos parceiros de longa data como a Federação Catarinense de Futebol, a imprensa esportiva através da Acesc, o Instituto Mapa (que realiza todo ano o Top da Bola), o Cecop, a FCDL.


Vamos continuar ampliando nossas ações, sempre buscando novos parceiros. Nosso objetivo continua sendo o mesmo do idealizador da Associação, 26 anos atrás, o campeoníssimo Waldomiro Schutzler: fortalecer o futebol catarinense. Com a fase iniciada hoje, com casa nova e restruturação administrativa, queremos continuar sendo pauta para jornalistas esportivos de outros estados da Federação.


 


*Wilfredo Brillinger, presidente da Associação de Clubes de Futebol Profissional de Santa Catarina


Artigo enviada por: Paulo em 23/10/2013
Com a presença de nove agremiações, a Assembleia Geral da Associação de Clubes d...
A participação dos clubes catarinenses nesta rodada do Brasileiro das Séries A, ...
Depois de três anos, um clube catarinense chega às quartas de final da Copa do B...
Associação de Clubes de Futebol Profissional de Santa Catarina
Av. Gov. Ivo Silveira, 3.600 - sala 101 - Capoeiras
88085-002 - Florianópolis
Fone/Fax 48 - 3025.7858