Notícias

Os legados de Pallaoro e de Delfim

Completa dois anos hoje da maior tragédia do futebol mundial. Tragédia que ceifou a vida não apenas de quase um time inteiro de futebol e de um grupo grande de jornalistas. Levou junto também duas das maiores lideranças do futebol catarinense: um que carregava a experiência de mais de três décadas de comando à frente dos dirigentes; e outro jovem que já tinha o respeito nacional por ter levado em pouco tempo um clube do interior de Santa Catarina a ocupar uma cadeira entre os grandes do futebol brasileiro.
Delfim Pádua Peixoto Filho e Sandro Pallaoro, naquele 29 de novembro de 2016, presidiam respectivamente as duas principais entidades do futebol catarinense: a Federação e a Associação de Clubes.
“E o que fica, dois anos depois, é a certeza de que eles deixaram um enorme legado ao nosso futebol”, diz o presidente da Associação de Clubes de Futebol Profissional de Santa Catarina Francisco José Battistotti.
“A nossa luta é para manter o legado que eles nos deixaram. Por isso, nosso reconhecimento especial aos atuais dirigentes da Chapecoense e de sua torcida, que estão trabalhando muito e conseguiram manter o clube onde estava antes desta tragédia. Sabemos que esse trabalho diário está inspirado no exemplo e nas conquistas de Pallaoro e do Dr. Delfim.”


Na foto, ex-presidente Sandro Pallaoro participando do 1º Fórum de Marketing dos Clubes de SC, em maio de 2016


Notícia enviada por: Paulo em 29/11/2018
Foi eleita no início da tarde desta sexta-feira a Diretoria que vai comandar os ...
Presente em todas as edições desde que o Campeonato Brasileiro passou a ser disp...
Nos termos do Artigo 16 do Estatuto, convoco os presidentes (ou representantes l...
Associação de Clubes de Futebol Profissional de Santa Catarina
Av. Gov. Ivo Silveira, 3.600 - sala 101 - Capoeiras
88085-002 - Florianópolis
Fone/Fax 48 - 3025.7858