Pirataria

Camisas de clubes de futebol são o principal item vendido pelos clubes e também são os que mais sofrem com os falsificadores.

Embora não existam números exatos sobre o quanto é movimentado pela pirataria no Brasil, entre 2004 e 2011, a Receita Federal apreendeu cerca de R$ 7 bilhões em produtos ilegais.

Existem estudos que mostram que os clubes perdem atualmente em torno de cinco vezes o que poderiam estar faturando, e isto representa aquele recurso que falta para incrementar investimentos em setores importantes do clube, como as suas categorias de base, conforme estudos da área de Marketing da Adidas.

A preocupação com o tema é grande, pois se estima que a pirataria e o contrabando movimentem mais de R$ 700 bilhões por ano no país. E através do projeto Futmarcas várias atividades estão sendo realizadas, campanhas que envolvem as três vertentes:

•conscientização – trabalhando o mercado e o consumidor;

•econômico – os clubes se unem para negociar insumos em conjunto, visando baratear e oferecer produtos de qualidade a preços cada vez mais competitivos; 

•repressão – a união neste item é importante e também mais econômica.

A Federação Catarinense de Futebol (FCF) divulgou a tabela do campeonato estadua...
A vitória da Chapecoense sobre o Vitória por 2 a 1 na noite de ontem, na Arena C...
Nos termos dos artigos 17 e 18, alínea “b” e demais dispositivos do Estatuto, co...
Associação de Clubes de Futebol Profissional de Santa Catarina
Av. Gov. Ivo Silveira, 3.600 - sala 101 - Capoeiras
88085-002 - Florianópolis
Fone/Fax 48 - 3025.7858